O que são as “Camadas da Motivação”

Índice
    Add a header to begin generating the table of contents

    Neste texto você vai ter uma noção básica do que são e qual é a importância de conhecermos as camadas de motivação para evoluirmos na medicina.

    Assim como você, eu passava me perguntando qual seria o próximo passo na minha carreira. Essa pergunta me atormentava e bloqueava meu crescimento.

    Isto pois, sem saber qual o próximo passo não há planejamento pessoal nem planejamento de carreira.

    Para resolver isso, estudei gestão de carreira, método de crescimento pessoal, filosofia, lógica,… e em um destes textos me deparei com a teoria das camadas de motivação.

    Este conhecimento abriu minha mente de maneira irremediável. Como se tudo na minha carreira fizesse sentido e imediatamente relacionei todas as fases que eu já tinha passado, a fase que eu estava passando e pra onde eu iria depois.

    Passagem de tempo - aceleradr.com

    Passagem de tempo – aceleradr.com

    É impressionante como a história das carreiras pode ter um curso semelhante… todos passamos pelas mesmas fases tanto na vida quanto no trabalho, e alguém já estudou e organizou esse conhecimento para nós.

    Sem saber que existem fases, nesse caso, chamamos de camadas (evolutivas) da motivação, pensamos que vivemos à deriva de maneira errática e aleatória, porém, ao chegar no final da carreira nos damos conta de que tudo fez parte de um caminho.

    Porém, com esse conhecimento, não precisamos mais chegar ao final da carreira para que tudo faça sentido, podemos planejar todos os passos cuidadosamente antes e cometer menos erros.

    São chamadas de camadas pois são evolutivas, e virtualmente rompemos barreiras e adentramos na camada superior.

    A força mais potente do ser humano é a motivação, a motivação é o que gera o pensamento, o planejamento e a ação. Entendendo qual a motivação de alguém saberemos exatamente quais serão seus pensamentos e seus atos.

    A grande descoberta é que em cada fase da vida temos algo preponderante que nos motiva.

    Conheça as 12 camadas da motivação

    Ao nascermos nossos pensamentos e atitudes são dominadas por um instinto interno de sobrevivência, então nessa primeira camada o que nos motiva são forças internas de fome, dor, necessidade de calor e proteção.

    Quando nosso sistema neurológico está mais amadurecido e já não corremos mais o risco inicial de vida, são as sensações vindas do mundo externo que nos motivam. Cores, sabores, cheiros, movimentos, sons e novas texturas são os fatores que nos motivam a explorar esse novo mundo, que nos fazem aprender a caminhar, abrir as gavetas e explorar as novidades.

    Já na adolescência, alternamos novamente nossa motivação para dentro, depois de nosso intelecto desenvolvido surge a necessidade de formarmos nossa identidade própria, que até então não existia pois éramos parte do organismo familiar. Nessa camada criamos conflitos e testamos os limites justamente para mostrarmos para nós mesmos que somos diferentes de nossos pais e irmãos. Essas ações de individualização vão até que o cérebro entenda que chegamos em uma diferenciação no grupo familiar.

    Identidade Propria - aceleradr.com

    Identidade Própria – aceleradr.com

    Após essa fase, entramos na quarta camada, onde voltamos nossa atenção novamente para o mundo externo. Como nossa diferenciação foi muito intensa e traumática, precisamos avaliar se aquele indivíduo que nos tornamos é adequado e aceito pela sociedade.

    Todos nossos atos nesta camada são motivados por sermos aceitos pelos grupos que fazemos parte.

    Temos a tendência de fazer as escolhas que mais agradam os grupos, que façam nos tornarmos pessoas mais importantes e com maior prestígio no grupo de amigos e familiares.

    Provavelmente todos nós escolhemos a medicina nessa fase, para agradar os pais ou se sobrepor em importância aos amigos.

    Porém essa camada é traiçoeira pois é a camada em que as pessoas empacam e passam uma vida inteira tentando agradar os outros para serem aceitos e sofrem caso sejam criticados. Cada fracasso é visto, nessa camada, como uma possível rejeição do grupo ao seu indivíduo.

    Caso não superada essa fase ela se torna parte de uma grande doença. 90% das pessoas estão presas nessa camada.

    Ao superarmos essa necessidade de sermos aceitos, voltamos o olhar novamente pra dentro. Nossas ações são motivadas a provarmos para nós mesmo que somos tão bons quanto as pessoas acham que somos. A síndrome do impostor surge forte nessa fase e temos que vencê-la.

    Surge uma necessidade incontrolável, nesta quinta camada, de provarmos que somos corajosos, imbatíveis, incansáveis e ultra-produtivos. Testamos todos nossos limites internos para acumularmos dinheiro, trabalharmos 20 horas diárias, sermos onipotentes e onipresentes.

    E é nesta fase que surge o Burnout.

    Queimamos todas nossas energias sem inteligência nem qualidade.

    Trabalho excessivo - aceleradr.com

    Trabalho excessivo – aceleradr.com

    Quando nos damos conta que força bruta, velocidade e cansaço não nos farão felizes, entramos na sexta camada, que é a camada da produção de qualidade.

    Nesta fase, nossas ações são para entregar qualidade e não quantidade, como na fase anterior. Nossas relações são focadas na entrega de um tempo de qualidade. Nossa medicina está fundamentada em entregar resultado individualizado para aquele paciente, independente se for 1 paciente ou 1000.

    Nessa camada somos brilhantes e desenvolvemos técnicas e conhecimentos novos que melhoram a qualidade do nosso atendimento.

    Quando essas técnicas surgem, sentimos a necessidade de impactar o meio onde atuamos e nossas ações se baseiam em divulgar essas inovações criadas por nós para que atinjam o maior número de pessoas. Nesta sétima camada criamos cursos, despendemos tempo dando aulas em congresso ao entorno do mundo.

    Quando criamos esse método de ensino e de ajudar as pessoas a crescerem, temos a tendência de querer melhorar o mundo de uma maneira mais global, queremos modificar o mundo e deixar a nossa marca na história, não só para os que necessitam de nossa habilidade profissional, mas para todos em geral. Essa oitava camada nos torna agentes da história, ocupando cargos em ongs, partidos ou associações.

    Na nona camada, entramos na fase intelectual, em que, depois de viver o mundo, entendemos ele, bem como a necessidade e a história do desenvolvimento da humanidade. A filosofia e a antropologia já fazem muito mais sentido. É uma fase introspectiva que poucos atingem. Nela, as mazelas da vida já não representam sofrimento, nem a vida nem a morte representam sorte nem azar. Tudo é visto como um caminho natural da existência humana, toda dor e sofrimento passa.

    Na décima camada, existe a necessidade de acharmos algum sentido nestas conexões e nos voltamos para a física quântica, astrofísica, leis universais.

    Na décima primeira, a ciência para de explicar tudo e nossa mente se volta para forças inexplicáveis e surge a necessidade de ampliar as respostas para o divino e transcendental.

    Na última camada conhecida a conexão com a força da natureza é o que nos motiva, é o território de monges, santos, filósofos… onde a relação com outros humanos se interrompe e voltam seus olhares para a única conexão que lhes interessa que é com a existência.

    Essas últimas são apenas para matar a curiosidade pois apenas uma dezena de pessoas atingiu elas.

    Porém, mesmo assim, esse mapa completo é importante para nos localizarmos e respondermos a pergunta: “O que vem depois do que vivo hoje?” e também: “Em que preciso evoluir para atingir uma nova fase?”

     

    Aqui estão alguns links que podem ser relevantes para você agora:

     

    Canal AceleraDr. Youtube

    Os Segredos do Marketing Para Profissionais da Saúde

    Instagram do Autor do Post

    Página Inicial do Blog

     

    Por hoje é só, e até a próxima!

    Postado em

    Sou especialista em cirurgia plástica, ajudo profissionais da saúde a capacitarem-se para uma nova realidade dentro de suas áreas de atuação.
    Co-founder da startup Soma Peruzzo.
    Mentor de Médicos e Profissionais da Saúde.